segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Um mimo para a Titi

Como já é do conhecimento de alguns/mas de vós a Titi tem uma admiração especial por Gustav Klimt. Não sei porquê, talvez pela exuberância das suas telas, é um dos pintores que mais admiro. Mas o velhaco não era só pintor e, eu não sou de ouvir aqui e contar ali mas, diz que o senhor manteve uma acesa e tempestuosa relação amorosa com a Jovem Emilie Flöge. Jovem esta que o inspirou durante vários anos para produzir aquelas obras maravilhosas cheias de sensualidade como é o caso d'O Beijo. Existem também outras obras como Mãe e Filho ou Hygeia. Todas elas, a meu ver, simplesmente maravilhosas.
Para quem quiser saber mais sobre esta história podem ler este livrinho que custa apenas 14€ e que a Titi também pode emprestar por uma simbólica caução de 25€ :-)
O Beijo I (pormenor)
Hygeia (pormenor)

Prenda da Titi para os noivinhos

Óleo sobre tela

Noivinhos mai lindos

Partilhar a vida com alguém exige valentia, humildade e, claro, muito amor!
Ah!! Claro que há mais umas coisitas, menos impróprias para dizer aqui no Bazar da titi! ihihih Mas só se quiserem, nngm obriga a nada! :-D
Muitas, muitas felicidades para vocês!
video

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Era uma vez uma princesa...

Tinham-se há muito apagado as feridas da Guerra da Sucessão de Espanha e as relações entre os Reis de Portugal e de Espanha procuravam apaziguamento para a Península Ibérica. Desde 1719 que se procurava, em benefício comum, estreitar os laços provenientes da vizinhança, guardando Portugal a sua concessão própria, mas sem hostilizar a supremacia Castelhana. Esta aproximação foi possível quando em 1725 a diplomacia espanhola viu em D. José, principe do Brasil, filho de D. João V,o noivo ideal para a infanta Maria Anna Vitória, filha de Filipe V de Espanha e este interesse se transformou num consórcio duplo com a oferta da mão da infanta D. Maria Bárbara a D. Fernando, Príncipe das Astúrias. Para a troca das princesas que teve lugar em Caia, a 19 de Janeiro de 1729. D. João V mandou edificar, em 1728, o Palácio das Passagens em Vendas Novas, onde pernoitaram a comitiva Portuguesa, na sua deslocação até Caia, que levava D. Maria Bárbara e comitiva espanhola, no regresso que vinha trazer D. Maria Anna Vitória.

Cá está o porquê do slogan "Era uma vez uma Princesa..."

Já o meu "Era uma vez uma Princesa..." esse tem uma história diferente porque a princesa sou eu!! :-)

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Hoje não é dia

Há dias que nos dói mais sermos nós mesmos do que fazer um golpe no dedo indicador da mão esquerda! Há dias em que a voz se arrasta pelo cansaço, em que falta força para respondermos à medida. Há dias em que o peso da nossa história, ou das nossas histórias, é tanto que nos verga e nos faz cair de joelhos sobre pedras pontiagudas. Há dias que nos apetece ser filhos de ninguém e pequeninos, muito pequeninos, insignificantes, a ponto de não termos qualquer tempo, nem passado, nem futuro, a ponto de não termos qualquer história.